Você está aqui Mundo Europa  

Primeiro-ministro espanhol nega acusações de plagiar tese de doutoramento

Quinta, 13 Setembro 2018  vanda de carvalho

O primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, negou, esta quinta-feira, que tenha plagiado a sua tese de doutoramento, afirmando ser "rotundamente falso" as notícias nesse sentido publicadas em vários órgãos de comunicação social.

"É rotundamente falso", afirmou Pedro Sánchez esta manhã através da sua conta na rede social Twitter, acrescentando que, "a menos que haja rectificação da informação publicada", avançará com acções legais em defesa da sua honra e dignidade.

O chefe do Governo espanhol tomou esta posição depois de terem aparecido "nalguns meios de comunicação" social notícias que o acusam de plágio na redacção da sua tese de doutoramento.

O líder do Cidadãos (direita liberal) solicitou na quarta-feira, num debate no parlamento espanhol, a Pedro Sánchez que tornasse público o trabalho de fim de curso, para acabar "com as suspeitas", considerando que há "dúvidas razoáveis" sobre a publicação da sua tese.

O trabalho de Sánchez tem 342 páginas e está na biblioteca da Universidade Camilo José Cela, na localidade de Villanueva de la Cañada, arredores de Madrid, podendo ser consultada depois de preenchido um formulário, não sendo autorizadas a realização de cópias.

fonte:JN