Você está aqui Angola Politica  

UNITA acusa MPLA de emitar modelo autarquíco errado

Segunda, 09 Abril 2018  vanda de carvalho

Continua o diferendo entre partidos políticos sobre o gradualíssimo na implementação das autarquias, com o MPLA a defender o gradualíssimo geográfico, quando todas a forças da oposição defendem o gradualíssimo funcional de transferência de competências.

As ideias foram defendidas este Sábado em mais um debate informativo aqui na Ecclésia.

Na visão do partido que governa há que ter em conta a capacidade de auto-sustentabilidade financeira em termos de arrecadação de receita de cada região autárquica daí a razão do gradualíssimo geográfico defendido pelos MPLA a começar pelos municípios mais desenvolvidos. Edgar Fonseca esteve a representar os camaradas.

O gradualíssimo funcional prevê as eleições e implementação das autarquias simultânea em todos municípios do país em 2020, mas que a transferência de competência seja gradual dos administradores para os autarcas.

O representante da CASA-CE , Nelson Bonavena apela que se em caso de descriminação na implementação de autarquia que seja face a descriminação positiva contrariando a tese de realização de eleições autárquicas nos municípios desenvolvidos.

O representante da Unita Faustino Mbinga, apela á serenidade e alerta para o perigo da partidarização do debate sobre as autarquias e levar o assunto em imitações de realidades alheias á de Angola.

Escute: Debate Informativo - Visão dos partidos políticos sobre a implementação das autarquias