Você está aqui Angola Politica  

Antigo ministério das obras públicas pode ser investigado pela PGR

Quinta, 09 Agosto 2018  vanda de carvalho

A Inspecção Geral da Administração do Estado (IGAE) diz, em comunicado de imprensa, que refuta e demarca-se das informações, segundo a qual, Francisco Higino Lopes Carneiro, actual 2º Vice-Presidente da Assembleia Nacional, deixou gastos de 115 milhões dólares por justificar no então Ministério das Obras Públicas, na época em que esteve sob sua direcção.

A Procuradoria-Geral da República garante investigar as denúncias da Inspecção Geral da Administração do Estado.

Esta posição foi manifestada pelo Procurador-Geral da República, Hélder Pita Grós, a margem da Conferência Internacional sobre autarquias, tendo revelado ainda que a nível da PGR tramitam também processos que envolvem órgãos ministeriais e o Governo da Província de Luanda.

Escute: Repórter Silvano da Silva - Antigo ministério das obras públicas pode ser investigado pela PGR