Você está aqui Angola Sociedade  

Dia dos mártires da repressão colonial é celebrado em Malanje

Quinta, 05 Janeiro 2017  vanda de carvalho

O ministro dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria, Cândido Pereira Van-Dúnem, presidiu hoje ao acto central da celebração do 56º aniversário dos Mártires da Repressão Colonial, que decorreu no município do Quela, a 115 quilómetros da cidade de Malanje.

Sob o lema “Firmes e unidos, engajemo-nos no processo de diversificação da economia”, o acto político foi antecedido de uma homenagem aos Mártires da Repressão Colonial, com a deposição de uma coroa de flores no túmulo do soldado desconhecido, no cemitério monumento de Teka-dya-Kinda.

A 4 de Janeiro de 1961 colonos portugueses reprimiram cerca de 20 mil camponeses angolanos, naquilo que ficou na história como o Massacre da Baixa de Cassanje, território localizado entre as províncias de Malanje e da Lunda Norte. A efeméride é assinalada no país como uma data de celebração nacional, o Dia dos Mártires da Repressão Colonial.

Nesse dia, trabalhadores agrícolas das plantações de algodão da companhia luso-belga Cotonang, na Baixa de Cassanje, revoltaram-se contra o trabalho escravo, destruindo plantações, pontes e casas. A resposta dos colonos portugueses não tardou com o envio da Força Aérea Portuguesa, que bombardeou indiscriminadamente a região, com projécteis napalm, tendo provocado  a morte de milhares de cidadãos.

Escute: Repórter Justino Ngonde- Dia dos Mártires